Santuários Pelo Mundo

 

          SANTUÁRIO

Para o homem religioso, o santuário representa território escolhido onde o natural e o sobrenatural se encontram em espaço sagrado e real, no qual o indivíduo mantém comunicação com seu Deus e, dessa forma, com o absoluto.

Santuário é a denominação que se dá ao lugar, em geral recôndito, considerado sagrado por um grupo religioso ou por um indivíduo e que por vezes conserva objetos tidos como dignos de veneração.

As religiões de cunho teísta, em que o conceito de santidade está ligado ao de “presença”, assinalam seus lugares santos com marcos simbólicos de um acontecimento do passado. Por se relacionarem a episódios do Antigo ou do Novo Testamento, são chamados lugares santos as localidades e santuários judaicos e cristãos situados no antigo território da Palestina.

Recebem o mesmo nome certos pontos de peregrinação permanente ligados a quaisquer religiões: Meca, na Arábia Saudita; Varanasi e o rio Ganges, na índia; e Lhas-sa, no Tibet.

No Egito antigo, eram constantes as pe-regrinações ao túmulo de Osiris, em Abidos. O oráculo no templo de Amon, no oásis líbio, era considerado lugar santo. Os gregos e romanos da antiguidade veneravam o oráculo de Apolo, em Delfos; o de Zeus, em Dodona; a caverna da sibila de Cumas e o templo da Fortuna, em Preneste.

 

Jerusalém é cidade santa tanto para o judaísmo, quanto para o islamismo e o cristianismo. Cenário da Paixão de Cristo para os cristãos, tornou-se um dos centros religiosos do Islã desde sua conquista pelos árabes em 637, em memória de Abraão e de Moisés. Para os judeus, Jerusalém é a cidade de Davi, a Sião dos profetas e de suas esperanças messiânicas. O muro das Lamentações, nessa cidade, é o lugar mais sagrado do judaísmo por representar parte do muro que antigamente cercava o templo de Herodes, último remanescente do Templo de Jerusalém. Deve seu nome às orações e lamentos dos fiéis, que diante dele evocam a destruição do templo em cujo tabernáculo se guardavam as Escrituras, a Torá.

 

A cidade sagrada dos muçulmanos é Meca, lugar do nascimento de Maomé e antigo centro de peregri-nação religiosa, já muito antes do nascimento do profeta. No centro da cidade situa-se a Grande Mesquita com a Caaba, o santuário mais sagrado do Islã. Em uma de suas paredes, a sudeste, encontra-se a Pedra Negra, chamada “mão direita de Deus na terra”, que teria sido entregue pelo arcanjo Gabriel a Abraão, considerado o primeiro muçulmano. Os muçulmanos veneram, ainda, a cidade de Medina, onde morreu o profeta, e Jerusalém, onde se efetuou seu sacrifício.

 

O hinduísmo tem sua cidade santa em Varanasi, cidade situada à margem do Ganges, o rio sagrado. Existem nela cerca de 1.500 templos, entre os quais o templo Dourado de Shiva. Igualmente sagrada para os hinduístas é a montanha de Kailasa, no Himalaia.

 

No Tibet, em que predomina o budismo de tipo lamaísta, a cidade santa é Lhasa, capital civil da região e centro de peregrinação do lamaísmo. Os locais que evocam lembranças de Buda, como Buddh Gaya, na Índia, onde ocorreu, conforme a tradição, a iluminação de Siddharta Gautama, que se tornou o buda Çakyamuni, são considerados santos pelos budistas.

Os chineses veneram as montanhas santas, em particular as de Tai Shan. No Japão, o monte Fuji é um dos pontos de veneração do xintoísmo, que deifica montanhas e fontes.

 

No Ocidente destaca-se, como lugar santo, a cidade de Roma, local do martírio de São Paulo e São Pedro e de milhares de cristãos sepultados em catacumbas. O Vaticano é o maior centro de peregrinação do cristianismo.

Outros centros de peregrinação, são Santiago de Compostela, na Espanha, para onde afluíam os fiéis durante a Idade Média; La Salette e Lourdes, na França, e Fátima, em Portugal.

O monte Atos, na região grega da Macedônia, é considerado  santo pela Igreja Ortodoxa por ter sido visitado, segundo a lenda, pela Virgem. Nesse local foram erguidos mosteiros e sua população é exclusivamente masculina, sendo o território da península proibido a todos os muçulmanos.

 

No Brasil, são centro de peregrinação popular as cidades de Aparecida, em São Paulo, e de Bom Jesus da Lapa, na Bahia.  

 

delphi-1919203_1280
santuário
santuário
santuário
santuário
santuário
santuario
Aparecida IMG_1931

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Para receber nossas postagens atualizadas,  passe o cursor sobre Seguindo ou sobre Curtiu próximo da foto de capa.  Depois selecione Ver primeiro.